Total de visualizações de página

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Boas vindas no hall de entrada

O hall de entrada, sem dúvida, é o cartão de visitas da moradia. 

Um aparador antigo, em madeira escura. Peças antigas mescladas com outras modernas, complementadas com plantas, o que dá um efeito muito bonito. 
O hall de entrada mostra sem qualquer dúvida, as preferências em termos de estilo, de cores, de padrões. Mostra certamente, um pouco da personalidade do morador.

Aparador em madeira, branco, expondo garrafas antigas e plantas. Cadeira em madeira clara combinando com quadro e cabide antigo, todos em tons palha, dando ao ambiente um ar campestre, maravilhoso.
Um hall de entrada não precisa ser grande. Ao contrário, pode ser criado num pequeno canto da sala, valendo a criatividade ao montar o ambiente.

Aqui uma pequena mesa em tons de azul desgastado faz de aparador. O toque final é complementado pelo pequeno armário antigo colocado acima da mesa. Completando o ambiente, muitas plantas que também ressaltam a linda e delicada decoração em tons de azul.

Portanto, um pequeno e atraente hall de entrada não é difícil de criar, bastando somente um pouco de criatividade.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Viajar nas férias

Para boa parte das pessoas, a palavra 'férias' é mágica.
Parece que 'férias' é a porta da felicidade! E por que não?

Porto - Portugal

Férias representa o tempo que teremos somente para fazer coisas que nos proporcionam prazer. Dormir até mais tarde; compromissos com quase nada, especialmente com horários; passear; curtir o tempo livre; viajar... 


Torre Eiffel - Paris


Para mim, férias lembra viagem, sempre! Inverno ou verão, frio ou calor, chuva ou sol, não importa.
O que importa mesmo é viajar!




Rio Sena - Paris
As férias estão chegando. Dezembro está aí e com ele chegam as férias, as festas e comemorações de final de ano. 


Marselha - França
E janeiro e fevereiro também são meses de férias, ótimos para viajar, ampliar os horizontes, desestressar... É o tempo apropriado e necessário para recarregar as energias. 

Aproveite. Curta suas férias.  

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Viajar de trem, na Europa. Vale a pena?

É sonho da maioria das pessoas experimentar uma viagem de trem, especialmente por parte dos brasileiros, uma vez que, no Brasil, quase não temos essa possibilidade, motivada pela total falta de estruturação deste meio de transporte.
Na Europa, é diferente. Lá, uma viagem de trem é opção de transporte que concorre com outros meios, como o avião, sem deixar absolutamente nada a desejar. 

Uma viagem de trem é rápida, segura, extremamente confortável. Mesmo viajando na segunda classe, o usuário terá além do conforto, da segurança e da rapidez, reduzido o custo do transporte.

As vantagens de uma viagem de trem são muitas, e é possível destacar algumas:
  • embarque/desembarque dentro da cidade (na maioria dos lugares);
  • não há necessidade de estar na estação com 1 ou 2 horas de antecedência(como nos aeroportos), nem demora na liberação da bagagem (ela viaja junto com você ou muito próxima);
  • Não há check-in (é feito diretamente ao funcionário no trem);
  • confortável;
  • rápida (há trens que viajam a mais de 300 km/h, sem que o passageiro sinta qualquer desconforto);
  • segura;
  • pontual.

Ao planejar sua viagem pela Europa, coloque na ponta do lápis tempo e dinheiro. Tempo gasto em esperas (aeroporto, táxi, liberação da bagagem, etc) dinheiro (deslocamentos cidade/aeroporto) e a isso deverá somar o valor da passagem de avião.
Poderá constatar que viajar de trem pode ser mais rápido e até mais barato.

Você pode simular sua viagem de trem pela Europa, utilizando o banner do parceiro Raileurope aqui no blog.

Se pretende viajar de trem, especialmente pela França, vale também uma visita ao blog da Anna Fernandes http://dicasdefrances.blogspot.com.br/ e você pode entrar também aqui pelo blog (Minha lista de blogs - Dicas práticas de francês para brasileiros).
Certamente, você terá todas as dicas e informações que precisa.  

  

sábado, 8 de outubro de 2016

02 dias em Madri - o que não deixar de ver!

Conhecer a Espanha é sonho de boa parte dos brasileiros. E era o meu também.

Conhecer Madri foi realmente a concretização de um sonho. Mas o que ver em Madri?

Melhor dizer: o que não deixar de ver! Mas, será possível ver tantos locais maravilhosos em 02 dias?

Plaza de Los Toros - Madri
Não há como pensar em Madri sem pensar em touradas. Acredito que as touradas simbolizam a Espanha, e a Plaza de Los Toros representa a ideia de touradas.

Com certeza, não se pode deixar de passear pela conhecida Calle Mayor, uma das principais avenidas de Madri, com muito comércio, bancos, cafés, restaurantes, hotéis, etc.


Calle Mayor _ Madri
Da mesma forma, é a Gran Via, outra avenida importante de Madri, com movimento agitado e intenso.
Gran Via - Madri
Também não há como não admirar a Puerta de Alcalá, que foi construída no século XVII, para servir como porta de entrada de Madri. É uma obra lindíssima!
Puerta de Alcalá - Madri 
Deve-se conhecer também a Plaza de Cibeles, com a Fonte de Cibeles, um dos locais mais simbólicos de Madri. A Fonte de Cibeles, retrata a deusa grega Cibeles, a mãe de todos os deuses e que está ligada à terra, à natureza, e foi esculpida em 1782. 
É uma obra magnífica. A Plaza de Cibeles está circundada por prédios históricos construídos entre os séculos XVIII e XX. 
Plaza de Cibeles - Fuente de Cibeles Madri

Outro local imperdível é passear nos Jardins de Sabatini, junto ao Palácio Real de Madri. Encantador!

Jardins de Sabatini - Madri

Jardins de Sabatini - Madri


Jardins de Sabatini - Madri

Jardins de Sabatini - Madri
Não se pode deixar de conhecer também a Plaza de España, com belos e bem cuidados jardins, estátuas e lagos.

Plaza de España
É preciso aproveitar também para conhecer o Palácio Real de Madri, uma construção bonita, imponente. Com sorte, é possível ver a troca da guarda.

Palácio Real de Madri
Próximo ao Palácio Real, há o Parque del Retiro, um local belíssimo, com muito verde, lagos, e onde existem mais de 20.000 árvores. Foi construído no século XVII, possuindo grande valor histórico.

Nos jardins centrais da Plaza de Oriente, se encontra o Paseo de Argentina, mais conhecido como Paseo das Estátuas, onde estão representados os soberanos espanhóis. 
Paseo das Estátuas - Madri 

Observe que inicia na frente dos Palácio Real de Madri. 

Paseo das Estátuas - Madri 
Puerta Del Sol é outro lugar imperdível, daqueles lugares clássicos, obrigatórios para conhecer/visitar. 
Conhecido símbolo de Madri - O urso e o madroño - na Puerta del Sol
Ali está localizado o famoso símbolo de Madri - O urso e o madroño - obra em pedra e bronze magnífica.

A movimentada Puerta del Sol e o letreiro famoso Tio Pepe
Também na Porta do Sol, está localizado o famoso letreiro Tio Pepe. É um anúncio de bebida alcoólica que foi instalado em 1935, e que já deu muita 'história' do tipo 'tira/deixa' mas finalmente foi decidido: o Tio Pepe fica, pois é parte fundamental de Madri.

Mas, será que é possível ver tudo isso em 02 dias?! Sim! 
Basta utilizar os conhecidos ônibus turísticos (os famosos vermelhinhos e que existem em praticamente todas as grandes cidades). Pode-se descer e conhecer lugares e subir novamente, várias vezes ao dia, com plenas condições de visitar estes lugares tradicionais e turísticos de Madri.
Ônibus turísticos - Madri
Se sua estadia em Madri coincidir com domingo, não deixe de visitar a famosa Feira El Rastro, onde é possível ver/adquirir inúmeros artigos desde roupas, antiguidades, enfim, souvenirs variados. É um passeio maravilhoso, e onde é possível ver/conhecer muita coisa bonita e ainda fazer refeições! 
Fica a dica!



quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Amor ao antigo

Muitas pessoas sentem uma atração inexplicável pelo antigo, especialmente objetos e móveis. 
Sou uma delas. Amo antiguidades.

Um objeto ou um móvel antigo conta histórias de outros tempos, e representa detalhes na vida de alguém.
Bela caneca alemã em porcelana com tampa em estanho 
Tenho alguns objetos antigos que são cuidados como verdadeiras preciosidades. 
Caneca musical de chopp alemã em porcelana com tampa em estanho
Alguns dos objetos que possuo são heranças de família; outros, garimpados em briques e feiras, especialmente em viagens.  


Tudo muito antigo: abajur em alabastro acompanhado de três lampiões 
Bela dama antiga - porta jóias

Bibelot antigo - jovem com flores 
Quando viajo, quer seja em feiras de rua ou em antiquários, me encanta especialmente louças e pratos de parede. 

Compoteira antiga em vidro decorada em dourado
Prato decorativo inglês em porcelana  

Feira de antiguidades em Lisboa na Praça da Liberdade 

Adoro visitar brechós/briques e sou capaz de ficar horas... olhando... examinando... avaliando... se devo ou não comprar... onde colocar... Verdadeiro dilema!

Ao programar sua viagem, não esqueça de incluir em seus roteiros algumas das famosas feiras de rua, onde é possível passar algumas horas maravilhosas admirando/comprando itens bacanas para sua casa, seus parentes/amigos, e ainda fazer refeições. Sem dúvida, um passeio maravilhoso!

Algumas feiras imperdíveis:
Brique da Redenção - Porto Alegre/RS - Brasil (funciona aos domingos)
Feira de San Telmo - Buenos Aires - Argentina (funciona aos domingos)
Feira da Praça da Liberdade - Lisboa - Portugal (acontece segundo sábado do mês)
Feira El Rastro - Madri - Espanha (funciona aos domingos)
Pueblito de Los Dominicos - Santiago - Chile (funciona de terças a domingos)
Mercado das Pulgas - Saint-Quen - Paris - França (um ótimo passeio para domingos)

Vale destacar que a maioria das feiras funciona a partir das 9h e até às 17/18h.